terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

O SEGREDO DA VITÓRIA
Se me amardes, guardareis os meus mandamentos (João 14.15).

Quem aprende a importância de guardar os mandamentos divinos torna-se bem-sucedido, e essa é a única maneira de provar que amamos a Deus. O religioso, por viver seguindo as tradições dos homens, passa a vida fazendo rezas e declarando que ama o Senhor, na esperança de ser atendido, mas nada consegue, pelo simples fato de não obedecer ao que lhe é mandado. Se seguisse os mandamentos, o que é simples de se fazer, ele amaria verdadeiramente o Senhor e, desse modo, seria um vencedor, pois amar a Deus é o segredo de obter respostas a todas as orações.

Nessa declaração, Jesus resumiu o que é necessário para amá-lO. Quem não guarda Seus mandamentos não O ama. Há quem faça penitências, sacrifícios ou se autoflagele na esperança de que isso agrade ao Pai e, então, Ele lhes conceda aquilo de que precisam, mas isso é simplesmente inútil. Também de nada adianta dedicar a vida a alguma religião ou a fazer caridades. A sociedade até pode aceitar essas coisas como prova de amor a Deus, mas, na verdade, isso é tentar fazer “um furo na água”. Até mesmo aqueles que deram sua vida pela causa religiosa se enganaram.

Por falar nesses “santos”, o meu coração fica triste ao ver pessoas fazendo pedidos a eles. Ora, todos aqueles que aceitam Jesus como Salvador e Senhor são declarados santos por Cristo, mas Ele proíbe que façamos qualquer pedido a quem quer que seja, até mesmo aos anjos. Temos de orar ao nosso Pai que está nos céus, em Nome de Jesus. Ninguém tem a prerrogativa de se tornar mediador entre Deus e os homens, pois esse lugar pertence a Jesus (1 Timóteo 2.5). A verdade é que muitos desses “santos” estarão em situação difícil no Dia do Juízo!

A nossa missão principal neste mundo é guardar os mandamentos – o que significa amar o Senhor. Esses se dividem em dois grupos: os claramente expostos na Bíblia e os que recebemos quando lemos a Palavra ou escutamos a pregação do Evangelho. Aquilo que o Pai fala ao nosso coração, pela Palavra, constitui-se em mandamentos. Se, ao cumpri-los, damos prova de amarmos o Senhor, quando não os observamos, provamos o contrário. Sendo assim, como esperar que Ele atenda aos pedidos que Lhe fazemos ou nos venha proteger dos perigos? Com a medida que medimos também seremos medidos (Lucas 6.38).

Se posso dar-lhe um conselho, que seja este: guarde todos os mandamentos, os quais não são pesados nem difíceis de serem observados. Esse é o segredo da vitória!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

domingo, 1 de fevereiro de 2009

O CAMINHO

Um dia, um bezerro precisou atravessar a floresta virgem para voltar a seu pasto.

Sendo animal irracional, abriu uma trilha tortuosa, cheia de curvas, subindo e descendo colinas...

No dia seguinte, um cão que passava por ali, usou essa mesma trilha torta para atravessar a floresta.

Depois foi a vez de um carneiro, líder de um rebanho, que fez seus companheiros seguirem pela trilha torta.

Mais tarde, os homens começaram a usar esse caminho: entravam e saíam, viravam à direita, à esquerda,

abaixando-se, desviando-se de obstáculos, reclamando e praquejando, até com um pouco de razão...

Mas não faziam nada para mudar a trilha.

Depois de tanto uso, a trilha acabou virando uma estradinha onde os pobres animais se cansavam sob cargas pesadas, sendo obrigados a percorrer em três horas uma distância que poderia ser vencida em, no máximo, uma hora, caso a trilha não tivesse sido aberta por um bezerro.

Muitos anos se passaram e a estradinha tornou-se a rua principal de um vilarejo, e posteriormente a avenida principal de uma cidade.

Logo, a avenida transformou-se no centro de uma grande metrópole, e por ela passaram a transitar diariamente milhares de pessoas, seguindo a mesma trilha torta feita pelo bezerro... centenas de anos antes...

Os homens tem a tendência de seguir como cegos por trilhas feitas por pessoas inexperientes, e se esforçam de sol a sol a repetir o que os outros já fizeram.

Contudo, a velha e sábia floresta ria daquelas pessoas que percorriam aquela trilha, como se fosse um caminho único... Sem se atrever a mudá-lo.

Muitas vezes nos chamam de ousados , chatos , cri-cri , metidos , etc. pois temos ousado por caminhos novos, pois quando nos falam que devemos seguir aquele caminho pois todos estão indo por ali e não sentimos paz no coração , buscamos a resposta do alto , os conselhos de Deus e através dEle , por Ele e com Ele à nossa frente seguimos novos desafios. Sempre digo que não devemos ser cordeiros de homens ..............., mas cordeiros de Deus ........................

A propósito, qual é o seu caminho???

Você serve a quem???????????????

EVR , ex diretor geral de indústrias e comércio , que conhece o desgaste e as pressões do meio empresarial .

"Que a minha vida o meu trabalho sejam para a honra e glória de DEUS , que demonstrou seu amor por nós por meio de Jesus Cristo ; a Ele seja o louvor , a honra , a glória , a soberania e o poder hoje e para todo sempre" .